quarta-feira, 2 de junho de 2010

O que é ser um astronauta?

0 comentários
Astronauta é o profissional que pilota naves espaciais, vaivens, foguetes. São também passageiros ou tripulantes que desenvolverão atividades no espaço exterior, ou seja, no espaço acima de 100 km de altitude. O termo ficou consagrado durante a corrida espacial pela conquista da lua, na década de 1960, entre EUA e União Soviética.

Quais as características necessárias para ser um astronauta?

0 comentários
Para ser um astronauta é necessário que o profissional tenha altos níveis de dedicação e paciência. É preciso ter em mente que o trabalho em equipe é essencial e possibilita a formação de tripulações altamente integradas para lidar com um ambiente operacional, exigente e de isolamento. Além disso, outras características interessantes são:


•integridade

•competitividade equilibrada


•iniciativa e perseverança


•disponibilidade para viagens


•bom controle emocional


•habilidade de trabalhar em equipa


•habilidade de trabalhar sob pressão


•habilidade para tomar decisões imediatas


•habilidade para enfrentar o perigo físico e reagir satisfatoriamente em condições de emergência


•habilidade para suportar desconforto físico e/ou mental


•habilidade para trabalhar eficazmente em ambientes de mudanças rápidas


•adaptabilidade

Qual a formação necessária para ser um astronauta?

1 comentários
Para ser um astronauta a Agência Espacial Brasileira (AEB) exige que o candidato tenha entre 25 e 45 anos para ingressar no processo de seleção, possuir diploma de graduação de curso superior ou título de pós-graduação em Engenharia, Ciências Exatas, Biológicas, da Saúde ou da Terra, expedido por instituição civil devidamente reconhecida pelo MEC ou em Academias Militares de Formação de Oficiais. Além disso, ter pelo menos três anos de experiência profissional em uma dessas áreas após a conclusão da graduação. Também é importante ter experiência prática em pesquisa, falar e escrever em inglês e o candidato a astronauta deverá ser aprovado em exame médico espacial Classe II da NASA, realizado no Johnson Space Center, em Houston (Texas). Cursos de mergulho, pilotagem, pára-quedismo e outras atividades ligadas à profissão contam pontos para a seleção.

Principais atividades

0 comentários
•consertar satélites no espaço


•treinamento: é composto por atividades no chão e atividades em vôo. As atividades de chão incluem aulas em simuladores e aulas de sobrevivência nos mais variados tipos de terreno. Por dia são de 10 a 14 horas de treinamento. Existem treinamentos específicos de sobrevivência, resgate, testes de equipamentos e execução de experimentos científicos.

•função técnica: tarefa que é designada com base em uma avaliação do currículo e da experiência de cada astronauta

•trabalho administrativo: os astronautas de cada país são responsáveis por representar sua nação em reuniões da NASA

Áreas de atuação e especialidades

0 comentários
A área de atuação de um astronauta é a operação de equipamento e veículos espaciais. No dia-a-dia 70% do tempo são voltados ao trabalho técnico e administrativo dos programas e projetos espaciais e 30% de treinamento específico para atividades espaciais. Na fase inicial e final (último ano antes da missão) essas porcentagens são invertidas (mais treinamento). Durante a missão cuidam e operam todos os sistemas de forma a atender uma extensa lista de tarefas diárias no espaço.

Mercado de trabalho

0 comentários
No mundo, a pesquisa espacial está bastante incentivada devido ao enorme mercado que representa em termos de produção científica, industrial e de exportação de alta tecnologia. No Brasil, uma nova seleção de astronautas está apenas dependente do desejo da população em realmente apoiar e solicitar do setor político recursos suficientes para levar em frente a bandeira do Brasil ao espaço, facilitando assim o andamento do projeto.

Curiosidades

0 comentários
O primeiro cosmonauta da história da exploração espacial foi Yuri Gagarin que em abril de 1961 fez um vôo orbital a bordo da nave soviética Vostok. Vôo que provocou como reação dos Estados Unidos, a corrida espacial e a chegada do homem a Lua. Hoje, o número de pessoas que teve o privilégio ir ao espaço soma pouco mais de 400. O avanço do turismo espacial, no entanto, tem aberto novos horizontes para o acesso ao cosmo. O primeiro astronauta brasileiro foi ao espaço no ano de 2006, através da "Missão Centenário". O tenente coronel Marcos Pontes, de 43 anos, partiu rumo à ISS (sigla em inglês para Estação Espacial Internacional) a bordo da nave russa Soyuz TMA-8, que decolou da base de lançamento Baikonur, no Cazaquistão. A participação do brasileiro no vôo teve origem quando o Brasil ingressou no grupo de quinze nações envolvidas com o projeto da Estação Espacial Internacional. Isso aconteceu em 1997 e, no ano seguinte, Pontes foi selecionado pela AEB (Agência Espacial Brasileira) e pela Nasa (Agência Espacial Norte-americana) para representar seu país no espaço.